Se gosta de Bocage ou quer conhecer melhor este poeta singular, com uma vida complicada desde tenra idade, esta é a peça a assistir. Numa viagem através da vida e obra de Bocage, claramente com uma linguagem vernacular e língua afiada, Rita Ribeiro, Sandra Lopes e Mafalda Rodrigues recebem o público de braços (e outras coisas) abertos.

Este magnífico trio enche o palco com as suas vozes e o seu poder. É verdadeiramente maravilhoso ver a forma como a interpretação de três mulheres enchem o palco e prendem o espectador durante toda a peça. Apesar de serem três personagens tão diferentes e interpretadas por mulheres, cujos papéis lhes assentam que nem luvas, a sinergia entre elas é absolutamente perfeita.

DSC_2079

Rita Ribeiro é uma força da natureza e, quando crescer, quero ser como ela e ter aquela energia toda que encanta os espectadores. Sandra Lopes é uma jóia à espera de ser descoberta e, por fim, Mafalda Rodrigues, a mais jovem e mais sonsa, encarna a sua personagem de forma magnífica. Quando digo sonsa, considerem-no um elogio, pois conseguiu passar a mensagem a quem estava sentado no público.

Esta peça, escrita por Sandra Lopes, merecia ser assistida por todos os alunos do 11º ano mas não só. A proximidade com a biografia do poeta e a sua obra, perceber como foi um jovem revoltado e como lutou contra o poder instituído, não com a espada mas com a pena e quão complicada foi a sua vida poderá ajudar os jovens a perceber melhor e a gostarem mais de Bocage.

Em termos cénicos, apesar de ser um cenário quase que minimalista, os músicos, os adereços e a forma como são usados e renovados merecem um aplauso, daqueles fortes e em pé, pois parece que fazem magia. Parabéns igualmente pela banda sonora em palco, é deslumbrante.

DSC_2152

Este espectáculo deve ser interdito aos mais sensíveis de ouvido, a virgens púdicas e outras mentes mais fechadas, mas será uma noite inesquecível para quem quer aprender mais sobre Bocage – o mais honesto homem para se amar e maravilhar-se com a língua de Camões.

Se quiserem assistir à peça, podem ainda fazê-lo esta semana, na Casa do Coreto, entre 11 e 14 de outubro, 5º feira a sábado às 21h30 e domingo às 17h. Podem fazer a reserva através do 21 154 8979. Divirtam-se e descubram quem é Pina Manique!

Crédito das fotografias: Abel Dias

Anúncios
Posted by:Silvia Reis

Former Higher Education Teacher, now working as a freelance translator and a full time mom...